quinta-feira, 29 de janeiro de 2009



Como saber se a pessoa com quem você está se relacionando
é seu par perfeito ou ideal?

A primeira certeza é pelo olhar. O encontro entre almas gêmeas é muito intenso, acontece ao mesmo tempo no plano astral. O olhar liga um ao outro, no plano da inteligência, que é estar com Deus. A atração sexual até acaba ficando em segundo plano.
Um outro critério muito importante é o da não possessividade. Pretender possuir, considerar-se dono ou querer ter o controle sobre outra pessoa é impor a própria presença e personalidade, forçar a natureza e o próprio sentimento, ao mesmo tempo que se "afoga" a personalidade do outro. E não se pode forçar ninguém a nos amar.
Não se pode abrigar alguém a nos amar. Um relacionamento amoroso só pode progredir e dar certo se for baseado no entendimento mútuo e no respeito.

Amar e ser amado envolve sempre o dever e a responsabilidade de nos fazermos amáveis, ou seja, dignos de ser amados.
Outra certeza do encontro das almas gêmeas é o amor genuíno, a genuinidade. A pessoa não procura modelar a outra segundo a imagem que tem em mente, mas aceita-a como ela é, procurando ajudá-la a alcançar sua personalidade melhor e mais elevada. Outra coisa muito comum que acontece no início dos relacionamentos é a cobrança que uma pessoa faz em relação à outra, dizendo que só fará uma determinada coisa se a outra pessoa fizer algo em troca.

A frase "farei isto se você fizer aquilo" é contrária à natureza da alma gêmea. A alma gêmea age, não vive de reações. Ela é ativa, viva. O princípio de conduta de ambos dificilmente será modificado por influências externas ou ideais que outras ou elas próprias impuseram.

Igualmente desonesto e injusto é ficar mantendo uma "conta corrente" para controlar o que um fez em benefício do outro.
A alma gêmea é generosa e não se importa em dar mais do que recebe. Eventualmente, com o passar do tempo, poderá magoar-se, mas quando isso acontecer, muito provavelmente será um indício de que o parceiro, na realidade, não é sua alma gêmea, pois se fosse ele estaria se importando com você, tanto quanto você se importa com ele. O amor genuíno, citado antes, é oferecido sem que a ele estejam presas correntes. É o que os filósofos chamam de amor desinteressado, ou em outras palavras, o que não pode ser comercializado.

Não se pode forçar ninguém a nos amar ...

Podemos dizer que o amor genuíno é constante. Continua a ser dado, mesmo se o que se recebe em troca é exatamente o oposto do que se pretendia. O relacionamento das almas gêmeas não mantém o registro de erros nem mantém arquivos de mágoas. Além disso, o verdadeiro amor dá sempre o primeiro passo para a reconciliação rápida, ainda que não tenha a certeza quando à resposta. Quanto mais rápido, melhor. O amor verdadeiro baseia-se na fé, e não no medo.
O amor é generoso, amigo e esclarecido. Nada de leviandades ou promiscuidade.
Embora o amor seja incondicional, não é dado aleatoriamente, levianamente ou cegamente. O amor deve ser generoso e esclarecido.

O amor genuíno é o amor abrangente. Como no relacionamento de um casal, esse amor alcança e vai além do aspecto puramente físico. Este não é descartado, mas a união vai além disso, atingindo o espiritual e também o mental, sendo muito mais intenso, rico e duradouro.
O encontro de almas gêmeas rejeita qualquer distinção de raça, nação e credo, desde que haja um nível básico de afinidade que lhe garanta o início do relacionamento e sua sobrevivência.

O amor de almas gêmeas é puro e abrangente e não tem idade, pois independe do aspecto puramente físico. A união é muito mais elevada, atingindo esferas espirituais e mentais intensas, ricas e duradouras.
O primeiro passo, se você estiver sozinho, é ver as pessoas como elas são, e não como você gostaria que elas fossem. Aceite as pessoas sem preconceito. O amor que discrimina é conhecido como amor individual e não fraternal , universal.

O amor de Almas Gêmeas é inesgotável, não diminui à medida que o relacionamento continua, mas aumenta cada vez mais.
Não existe namorado, amante ou amado, muito menos divisões, desuniões ou desilusões.
O amor subsiste em outros planos e em outras vidas.

É eterno.

http://www.essencialsites.com.br/
Posted by Aurelio Martuscelli Neto on 10:22 in ,    5 comments »

5 comentários:

Luciana disse...

Alma gêmea? Deixe-me ver... Seria também quando duas pessoas que nem se conhecem, mas interagem virtualmente) tem tudo a ver um com o outro, como se fossem velhos conhecidos? Como se um adivinhasse o pensamento do outro?
Beijos e beijos!

Namoro na Boa disse...

Olá Luciana, isso e um pouquinho mais...
Aquela sensação de "déjàvu", que nos deixa perplexos e sem noção do que aconteceu, ou que está acontecendo ou, ainda, que acontecerá, "de fato"!
Beijos, querida, você é muito importante para mim!

Anônimo disse...

Achei lindo este texto. Maravilhoso.Parabéns.

Namoro na Boa disse...

á pessoa anônima. Da próxima vez apreente-se, nada receie, você está entre pessoas do bem, portanto te querem bem.
Quanto ao artigo, que não é meu, porém endossado por mim, realmente é enriquecedor e franco. Assuntos bem tratados foram encontrados e creditados ao site que está linkado no fim do artigo. Visite-os, tem nuita coisa interessante.
Abraços fraternos.

Ariana disse...

Olha, estou me relacionando com uma pessoa 20 anos mais novo que eu. E de fato, nós nos amamos profundíssimamente. Nunca brigamos, e cada dia nos queremos mais, em todos os sentidos.Tentei pesquisas sobre alma gêmea, e parece que estou me encaixando em tudo que seja positivo. No começo eu tinha preconceito,no que concerne à idade, mas observei com o tempo que isso era mediocridade da minha parte. Saímos felizes, as pessoas ficam intrigadas com nossa cumplicidade. Às vezes, penso que "minha "vida" nasceu 20 anos depois de mim". Adorei seu texto!
Sucesso

Marque o Namoro

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise aqui