Será que eu gosto dele? dúvidas e mais dúvidas

Será que eu gosto dele? dúvidas e mais dúvidas- Teste – Gosto mesmo dele? Gosto mesmo dela? Essa pergunta pode ocorrer a qualquer pessoa, independentemente de idade e opção sexual. É um conflito instantâneo que passa num piscar de olhos e, quando se percebe, sua cabeça está lotada de dúvidas quanto ao seu atual relacionamento.

Primeiro, é importante deixar claro que todo o ser humano tem desejos e, em os tendo, é natural que, mesmo estando com um namoro legal, ou mesmo sendo casada(o) há muito tempo, sentir atração por outra pessoa. Acontece que, como costumamos misturar sentimentos, ao conhecermos alguém interessante, mesmo que somente de passagem, podemos, sim, sentir uma poderosa atração por ela (mais acentuadamente as pessoas jovens vivenciam muito mais essas dúvidas, devido as suas poucas experiências).

Será que eu gosto dele? Dúvidas - Teste

Será que eu gosto dele? Dúvidas – Teste

Daí, começam os problemas: será que eu gosto mesmo do meu namorado ou marido? Será que eu gosto mesmo da minha namorada ou mulher? Enchemos nossas cabeças de fantasias e, ao mesmo tempo, o remorso povoa nossos sentimentos. Chega-se até ao estado de depressão por causa disso.

Gente, é muito comum sentir-se atraída(o) por um homem ou uma mulher interessante. Somos movidos por instintos, como outros animais, o que nos diferencia é a capacidade de raciocinar para escolher se vale a pena, ou não. Então o que é atração? É o seu instinto humano que a(o) está atraindo para aquela determinada pessoa (coloque milhões de hormônios nisso tudo). Nada para ficar “encucando”, se você não ultrapassar o patamar do desejo.

Se já tiver partido para a fase da “experimentação”, isto é, se já manteve relações com essa outra pessoa, e isso lhe gerou essa dúvida…. já é outro assunto.
Se ficou só no desejo de ficar, transar ou experimentar o gosto dessa aventura, nada melhor do que refletir as palavras acima. Para o primeiro caso, não é necessário falar nada a ele ou ela, pode magoar, e a pessoa sentir-se traída, de fato. Já no segundo caso, seria bom procurar seu companheiro ou companheira para um longo e assertivo papo.

Precisamos, enquanto pessoas que gostam de ser respeitadas, respeitar os sentimentos de nossos pares. Não podemos cobrar de alguém, algo que não oferecemos em troca. Também é importante ressaltar: dos grandes romances às pequenas aventuras, tudo é fruto de nosso consentimento e gosto. Se estamos nos sentindo bem com o relacionamento atual, gratificados e felizes, não há motivo para pânico, é sinal de que você vive!

Se você é uma pessoa do tipo aventureira, que não se acostuma à rotina de um relacionamento longo, que gosta de coisas novas com muita ação, não há maiores perdas sentimentais de sua parte. Apenas, poderá sentir compaixão pelo outro, e isso não é razão suficiente para se manter num relacionamento unilateral, pois faz sofrer a quem lhe quer bem, e isso você não acha legal.

O diálogo franco é um dos melhores amigos de um bom relacionamento, seja amoroso, amistoso ou comercial. Por isso aconselho a todos para o praticarem sempre, mesmo que, às vezes, tenham que vir a magoar momentaneamente sua companhia.

Tudo sobre o namoro: manual para garotas, sexualidade, traição, infidelidade, amor, romance, paixão, dicas, testes, pesquisas, sexualidade, verdades e mentiras, sexo seguro, inveja, vídeos
gostou? compartilhe!Share on LinkedInPrint this pageShare on RedditShare on TumblrTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Share on Facebook

Related Post

22 Responses

  1. Sinto muito,
    mas você tem mais opções para postar simpatias
    vá até o nosso outro site e fique à vontade par colocar seus pedidos.
    Cuide apenas de não colocá-los em postagens que nada tem a ver com simpatias e orações.

    Muito obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>