Namorado Infantil como lidar



Namorado Infantil como lidar – dependendo a idade dele (ou dela) é bastante natural atitudes imaturas e a falta de responsabilidade.

Para saber se o seu namorado ou namorada já passou da adolescência, veja abaixo as faixas etárias :

Adolescência: dois momentos distintos – fase inicial da adolescência (dos 10 aos 14 anos de idade) e fase final da adolescência (dos 15 aos 19 anos de idade).

Para saber mais sobre fases da adolescência, consulte o site da UNICEF

Alguns psicólogos estendem a idade da adolescência até os 25 anos, saiba mais AQUI

Namorado Infantil como lidar
Namorado Infantil como lidar

Namorado Infantil como lidar

Na verdade, não é nada fácil lidar com pessoas que, embora com mais de 20 anos, continuam a agir como se tivessem 14/15 anos.





Ninguém quer ser mãe ou pai de namorado ou namorada, ninguém atura, essa é a verdade. Atitudes de rebeldia, balda e manha, são conhecidas em crianças até determinada idade.

Mimar alguém demais, é o mesmo que estragá-la, pois ficará sempre fazendo manhas até conseguir o que quer. Coisa de bebê chorão.

Educar uma pessoa assim, é tarefa árdua, mas pode se começar por não ceder aos caprichos sempre que esses aparentarem artimanhas para conseguir algo.

O correto é saber dizer não, mesmo que de forma ríspida, porque ceder indeterminadamente somente deixará seu namorado ou namorada mais infantil ainda.

Aponte os erros dele ou dela, fale que isso não é papel de um homem (ou mulher) de verdade. Converse com carinho, demonstrando o que é imaturidade.

Mostre a ele ou ela os benefícios da maturidade, do discernimento, seja um exemplo no quesito responsabilidade. Coloque algumas tarefas para que ele ou ela executem constantemente.

Cheque, depois, os resultados. Se ele ou ela falhou, elabore novamente outra carga de tarefas para que ele (ou ela) faça. Cobre resultados, mas com jeitinho!

Quem ama, ou gosta muito de alguém, às vezes se sujeita à situações complicadas, até humilhantes, por isso, verifique se vale apena todo esse investimento.

Não seja mãe, nem pai, muito menos babá, seja apenas autêntica, cobre dele ou dela atitudes compatíveis de um namorado(a) de verdade.

Se nada disso der certo, parta para outra. A fila anda e quem sabe, um dia, ele (ou ela) amadureça e te faça por merecer.







Bjus 😉

 

Deixe sua opinião aqui! Comentários com links não serão aprovados, sorry!

%d blogueiros gostam disto: