Falta de dinheiro, stress e o sexo

Porque existem momentos em que não nos sentimos dispostos ao sexo, já parou para se perguntar? Será que a falta de dinheiro, por si só, é broxante? Ou, isso deve acompanhar os sintomas do stress? Na verdade, essas coisas andam lado a lado:  dinheiro, stress e sexo. 
Quando o caixa está no nível azul…. as coisas até rolam com mais facilidade (o que não quer dizer prazer!). Agora, quando não há stress… Bem, a coisa flui muito melhor, e normalmente com prazer, se a sintonia e a química rolam de fato.
Stress
Vamos dar uma olhadinha na Wikipedia para ver o que significa essa palavra:
-O stress pode ser causado pela ansiedade e pela depressão devido à mudança brusca no estilo de vida e a exposição a um determinado ambiente, que leva a pessoa a sentir um determinado tipo de angústia. Quando os sintomas de estresse persistem por um longo intervalo de tempo, podem ocorrer sentimentos de evasão (ligados à ansiedade e depressão). Os nossos mecanismos de defesa passam a não responder de uma forma eficaz, aumentando assim a possibilidade de vir a ocorrer doenças, especialmente cardiovasculares.
Nota do editor: todos os vasos que irrigam os órgãos sexuais, masculinos e femininos, podem ser afetados pelo stress, daí uma possibilidade bem maior de as coisas não acontecerem a contento: o homem não têm irrigação suficiente para uma ereção satisfatória para a penetração, por exemplo. Esse fato, individualmente, é capaz de broxar qualquer iniciativa mais caliente dela, que por sua vez se decepicionará. 
Na mulher podem ocorrer vários processos inibitórios, como a falta de lubrificação vaginal, irritação (sai de baixo!), entre outros tantos, dessa vez foi ele que saiu com cara de quem não comeu e não gostou. Nem consideramos o fator psicológico, e esse me parece fundamental para a prática do sexo saudável e prazeroso.
Portanto, amigas e amigos do Namoro na Boa, se a coisa não anda bem na cama… nada de pânico. Se o desejo sexual está em queda livre e o relacionamento na cama só acontece uma vez por semana, e assim mesmo meia-boca, procurem estabelecer uma linha mais direta de diálogo, visando diagnosticar o que, de fato, pode estar atrapalhando o casal nesses últimos tempos. 
Caso seja uma questão financeira, por exemplo, é muito melhor dar uma trepada bem gostosa, sem preocupações, do tipo relaxar e gozar, visto que ficar carregando esse peso por sobre os seus ombros, até agora, não resolveu e nem resolverá o problema da falta de dinheiro? Os benefícios são múltiplos: depois de uma transa bem caprichada, a mente fica muito mais leve, o corpo mais relaxado e, no conjunto das coisas, nos sentimos com muito mais energia para podermos lidar com as nossas dificuldades e/ou circunstâncias desfavoráveis. 
Com esse quadro positivo, energias renovadas, astral muito melhor… será mais produtiva a missão de buscar mais recursos para o caixa da família.
Moral da história: é melhor uma transa bem gostosa, com ou sem dinheiro. Nem o stress aguenta uma dose maciça de prazer 🙂
Bjús

Tudo sobre o namoro: manual para garotas, sexualidade, traição, infidelidade, amor, romance, paixão, dicas, testes, pesquisas, sexualidade, verdades e mentiras, sexo, inveja, vídeos

Deixe sua opinião aqui! Comentários com links não serão aprovados, sorry!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: