Não consigo viver sozinha

Não consigo viver sozinha – Ser só não é para mim, não funciona. Eu preciso ter alguém ao meu lado, para me sentir melhor, conversar, tocar, sentir seu calor… Na verdade, a solidão é apenas uma questão de lugar, concorda?! Sim, você está aí, nesse momento, e eu por aqui, também só.

Sentir solidão é uma coisa muito natural mas, às vezes, é um mal necessário. Principalmente, quando já experimentamos diversos relacionamentos que acabaram, deixando-nos apenas lembranças. Das boas, temos saudades, e é por isso que ainda queremos mais!

As más recordações… bem, deixamos de lado, porque nos agarramos aos momentos especiais, relegando a um segundo plano (o que é equivocado, ao meu ver), uma série de acontecimentos que nos fizeram mais tristes, mais preocupados, menos sorridentes e mais sós do que deveríamos estar.

Nao consigo viver sozinha
Nao consigo viver sozinha

Por isso, escrevi acima, que a solidão às vezes é bem-vinda, para que possamos nos descubrir, enquanto pessoas, indivíduos, unos, sós. Sozinhos, conseguimos enxergar nossos defeitos e, assim, podemos nos corrigir, quando de um novo relacionamento. Sozinhos, podemos, também, valorizar ainda mais tudo aquilo que temos de bom e, com isso, aumentar nossa autoestima.

Há pessoas viciadas em companhia, que não conseguem viver um só dia (noite?!) sem a presença de um companheiro ou companheira. Eu, particularmente, conheço algumas pessoas assim, como também conheço aquelas caleijadas, que são arredias à convivência, depois de vivenciarem relacionamentos ruíns. Caso, você precise realmente de alguém, procure essa pessoa de forma racional, evitando cair de cabeça em nova parceria, cuja origem e caráter você ainda não conheceu.

Vá devagar, com calma, sem desespero. Aliás, o desespero costuma induzir ao erro, e isso é o que você não quer mais. Por isso, aproveite sua solidão temporária para rever sua vida amorosa anterior, fazendo como que um balanço das coisas positivas e negativas. Evidentemente, é preciso atitude. Afinal, não vai cair do céu aquele homem ou mulher no seu colo. Aí, a sugestão passa por sites de relacionamentos (os sérios), redes sociais, onde pode-se conversar e extrair informações importantes a respeito do(a) possível candidato(a) a ficante.

Bares noturnos (aqueles maneiros, onde sempre rola uma paquera), baladas (talvez?), passeios ao shoping, caminhadas num parque. Mostre-se, exiba-se, mas deixe um ar de mistério no ar, isso faz com que a pessoa fique pensativa, imaginando qual é a sua. Mas… não demore muito a mostrar seu interesse, caso ele exista de fato. Diga suas preferências de tudo, torne-se transparente como a água, facilitando o acesso do(a) eleito(a).

Fico na torcida, para que, desta vez, dê tudo certo, e você saia da solidão por um bom tempo, enquanto durar a felicidade do casal.
Bjús 🙂

Não copie artigos e postagens de outras pessoas, não é legal!

Tudo sobre o namoro: manual para garotas, sexualidade, traição, infidelidade, amor, romance, paixão, dicas, testes, pesquisas, sexualidade, verdades e mentiras, sexo, inveja, vídeos

Deixe sua opinião aqui! Comentários com links não serão aprovados, sorry!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: