A evolução do Namoro através dos Tempos



A evolução do Namoro através dos Tempos
Gostou? Dê sua nota

A evolução do Namoro através dos Tempos – Nesse interessante e simpático vídeo poderemos dar uma olhadinha de como se namorava por esses tempos distantes, mas nem tanto, dependendo de onde e com quem se vive.

A evolução do Namoro através dos Tempos
A evolução do Namoro através dos Tempos

A evolução do Namoro através dos Tempos

Houve tempos onde os namorados precisavam ter muita paciência. Tempos de pais rígidos, onde a sociedade não via com “bons olhos” casais que se beijavam em público.





Na década de 1950, por exemplo, para namorar era preciso pedir solicitação aos pais, tarefa árdua dos rapazes da época. Claro, que existiam os casais que namoravam às escondidas, como em todas as épocas.

Namorava-se dentro da casa da garota, com todos os familiares de olho nos dois. Mas, por outro lado, havia todo um ritual muito mais romântico, onde os casais se correspondiam por cartas, os rapazes abriam as portas para as garotas, enviavam rosas…

As décadas de 1960/70 marcaram uma espécie de revolução nos costumes de toda a juventude. Alguns hábitos foram deixados para trás, como a côrte, a permissão pelos pais de se namorar, mas o romantismo ainda prevalecia.

Namorava-se, então, nos portões das casas das namoradas, claro que com certa supervisão alheia. Os bailinhos eram os escolhidos para as paqueras.

Lá, se escolhiam os seus pares, ao som de Beatles, Bee Gees, Bread, Jackson Five, que você poderá escutar AQUI

De lá para a atualidade, alguns rituais ainda se mantém, mas o romantismo parece ter dado lugar à rapidez da conquista, sem ondas nem muitos porquês: fica-se e pronto! Depois, vê no que dá!

Diferenças principais: o namoro mais estudado, sem ir diretamente para os amassos, duravam mais, pois dava-se o tempo necessário para se conhecer o caráter dos apaixonados e, assim, saber a hora certa para avançar os sinais.

A evolução do Namoro através dos Tempos




Deixe sua opinião aqui! Comentários com links não serão aprovados, sorry!