Como não se envolver demais com alguém – Teste

Gostou? Dê sua nota


Quem se apaixona facilmente por alguém,tem muito mais possibilidades de se envolver demais e, assim sendo, não agir com a razão, deixando-se levar apenas pela emoção, pelo coração. E, nesses casos de envolvimentos quase que “relâmpagos”, adicionados ao fato da entrega incondicional, podem ocorrer muitas frustrações.

Não é fácil lidar com as coisas de um “coração apaixonado”, principalmente quando não se é dona de suas próprias escolhas. É aí que mora o perigo, e é aí que a pessoa tende à radicalização, ao tentar transformar sua personalidade e a sua maneira de viver de uma hora para outra, num estalo de dedos!

Essa pessoa começa a se fechar dentro de si mesma, “trancando as portas de seu coração” para tentar impedir novos sofrimentos e frustrações. Qualquer relacionamento, seja ele apenas uma nova amizade, já começa a ser questionado, sondado profundamente dentro de sua mente, objetivando extrair respostas precisas. E, como se sabe, esse procedimento vai afastando essa pessoa do convívio social, excluindo-a de um possível recomeçar.

Como tudo na vida, encontrar pessoas perfeitas, ou procurar nelas a perfeição, demonstram ser atitudes, no mínimo, ingênuas, para não dizer totalmente imaturas – o que é perfeitamente passível quando se é adolescente -, mas que não faz bem às pessoas mais maduras. Parece que quem vive se apaixonando com muita freqüência, de fato não sabe exatamente, ou nunca experimentou um verdadeiro amor, e nem, tampouco, uma ”paixão daquelas”. Isso nos remete àquelas pessoas que, por não saberem bem o que querem fazer dentro de um supermercado, acabam comprando tudo o que aparecer à sua frente, principalmente pela bela aparência, mas que, necessariamente, pouco ou nunca vai usar realmente.

Não seria melhor escolher um pouco mais o “produto”? Na fase da adolescência muitos agem exatamente assim, vivem apaixonados, e por isso mesmo, “sofrem pra caramba!”. Basta encontrar um garoto ou garota bonitinho e sexy e …. pronto …. já estão caidinhos por eles! Não vou dizer que nessa fase da vida até o sofrimento tem lá a sua graça. Será que deixar de ser amorosa, trancar-se em seu mundo protegido vale a pena?

Existem fórmulas mágicas, poções, remédios ou antídotos para os apaixonados que vivem se dando mal?
Não sei, realmente. Mas existem “medicamentos do coração”! Mas, como todo remédio, via de regra, é amargo, e são necessárias mudanças de atitude, mesmo que forçadas no início de um novo relacionamento.

Vamos às dicas:

1- Nunca, em hipótese alguma, no começo de um relacionamento, diga a ele que você o ama profundamente;
2- Nunca dê sinais claros de que você está totalmente apaixonada por ele (por mais que estiver
3- Espere que ele abra o seu coração a você, como se você fosse apenas uma ouvinte (com carinho é claro);
4- Deixe que ele tome a iniciativa de lhe procurar (mesmo que você estiver morrendo de vontade de ouvir a voz dele)
5- Aprenda a dizer não, quando na verdade seu coração e seu corpo estão dizendo sim;
6- Não demonstre ser uma pessoa ciumenta, isso dá mais certeza a ele do que você sente realmente (um pouquinho de ciúmes não faz mal a nenhum relacionamento);
7- Use, de vez em quando, um modelito mais ousado, daqueles de fazer parar o trânsito, entendeu? Daí, você forçará a que ele se exponha (eu não deveria dar tantas dicas para as mulheres!!!….rs)
8- Não deixe ele te levar, logo de cara, para um motel, carro, apartamento ou outros “abatedouros”, a não ser que você esteja só com vontade de sexo (muitos casos promissores começam e terminam depois da primeira transa);
9- Depois de melhor conhecê-lo, seja a melhor amante que um homem desejou, dispa-se, não só das roupas, mas também de preconceitos e tabus, desde que isso lhe proporcione prazer;
10- Seja um pouco misteriosa, guarde alguns segredos para momentos oportunos, surpreenda-o, de vez em quando, com uma roupa de baixo mais “caliente”, com um olhar enigmático, ou com uma carinha de secretária sexy, use a sua imaginação.

Bom, espero ter dado minha contribuição às apaixonadas anônimas e, desculpem-me os homens por ter “entregado o ouro ao bandido”, nesse caso “bandidas”.

Tudo sobre o namoro: manual para garotas, sexualidade, traição, infidelidade, amor, romance, paixão, dicas, testes, pesquisas, sexualidade, verdades e mentiras, sexo, inveja, vídeos

34 comentários em “Como não se envolver demais com alguém – Teste

  • 5 de agosto de 2016 em 10:09
    Permalink

    As dicas podem sim serem aplicadas,mas viver uma relação com limitações e complicado,não poder expor o que voce sente.

    Resposta

Deixe sua opinião aqui! Comentários com links não serão aprovados, sorry!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: