Tenho vergonha do meu corpo

Advertisement

Tenho vergonha do meu corpo – Porque eu sou assim? Não consigo ficar com ninguém porque tenho vergonha do meu corpo, odeio meu corpo.

Sou obesa e nem me imagino tirando minhas roupas na frente de alguém! Então eu prefiro ficar só, já que não me resta alternativa.

Advertisement

Até paquero, mas só pela internet e, é lógico, com o nome e a foto falsos, uma “fake”.

Tenho vergonha do meu corpo

Tenho vergonha do meu corpo

Olá queridos leitores!

Conheço muitas pessoas que pensam e agem assim, e isso é um dos fatores predominantes da timidez e da ausência de alto-estima.

Também convivi com pessoas que eram obesas e completamente extrovertidas e portadoras de um alto astral contagiante, porque, então, essas diferenças tão marcantes de comportamento entre essas pessoas:

timidez, ansiedade, depressão e o fator mais marcante a falta de iniciativa para mudar esse estado de coisas.

Em primeiro lugar, gostaria de sugerir às pessoas tímidas e obesas, depressivas e que vivem sem alto-estima, pessoas que não se deram conta da importância que elas têm dentro de seu meio social, do apreço pela qual são distinguidas de outras pessoas; reserve um tempo só para vocês!

Um tempo para poderem cuidar de si mesmas, momentos de autoconhecimento, não de isolamento somente.

Todos nós temos o direito de amar e sermos amados, independentemente de aparências, ou problemas de saúde e preconceito:

deficiências físicas, mentais, diferenças étnicas, obesidade ou magreza, timidez ou extroversão, pertencer a determinada classe social ou não, nada disso importa.

Em segundo lugar, vou lançar um desafio a vocês, tímidos e obesos: quem de vocês está realmente disposto a tentar mudar de qualidade de vida?

Tenho certeza que muitos! E as dicas que posso dar a vocês são muito simples:

coragem” para tentar mudar seu modo de encarar a vida e seus desafios;

boa-vontade” para tomar os rumos de suas vidas em suas mãos (isso exige alguns sacrifícios, mas comparados aos benefícios que vocês obterão com eles, irão perceber as diferenças);

humildade” para reconhecer seus limites e também para pedir ajuda (existem muitos grupos de apoio, é só procurar na internet e vocês acharão), não existe atitude pior que a soberba, ainda mais nessas situações!

Sei que não será fácil (e não é mesmo) abdicar de tantas coisas as quais vocês estão habituados e que lhes traz tanto prazer, mas é necessário.

Quando as dúvidas surgirem e a vontade de retomar os velhos hábitos – que os levaram a situações de desespero, baixo astral, agonia, depressão, ansiedade, decepção, vergonha de si mesmos, etc. – é só pedir ajuda.

Não desistam nunca de melhorar suas qualidades de vida, e isso leva tempo, requer paciência, mas valerá a pena. Podem ter certeza disso!

Abraços fraternos
Cuidem-se bem!

Essa postagem foi modificada em: 19 de setembro de 2016 22:04

Share
deixe sua opinião

Ver Comentários

Recent Posts

Não enviar muitas mensagens ao namorado

Não enviar muitas mensagens ao namorado - essa é a principal dica para que você não pareça muito afim, os…

5 de agosto de 2020

Como virar o jogo e fazer seu homem ficar apaixonado

Como virar o jogo e fazer seu homem ficar apaixonado - ele está diferente, te esnobando e se achando muito,…

7 de julho de 2020

Sou casada e me apaixonei por outro o que faço

Sou casada e me apaixonei por outro o que faço - se a vida com seu marido segue normal, inclusive…

3 de julho de 2020

Quando o ciúme destrói o relacionamento 10 dicas

Quando o ciúme destrói o relacionamento 10 dicas - você é do tipo ciumenta(o), chegando ao ponto de ficar totalmente…

28 de julho de 2019

Ele te traiu você deve perdoar ou não dicas

Ele te traiu você deve perdoar ou não dicas - bem, ele te falou, ou você descobriu que ele te…

19 de fevereiro de 2019

Namorar com homem casado prós e contras e mais dicas

Namorar com homem casado prós e contras - muitas mulheres começam um relacionamento com homens casados, sem sequer saberem que…

27 de junho de 2018

This website uses cookies.

Leia Mais