Tenho vergonha do meu corpo

Tenho vergonha do meu corpo – Porque eu sou assim? Não consigo ficar com ninguém porque tenho vergonha do meu corpo, odeio meu corpo.

Sou obesa e nem me imagino tirando minhas roupas na frente de alguém! Então eu prefiro ficar só, já que não me resta alternativa.

Até paquero, mas só pela internet e, é lógico, com o nome e a foto falsos, uma “fake”.

Tenho vergonha do meu corpo
Tenho vergonha do meu corpo

Tenho vergonha do meu corpo

Olá queridos leitores!

Conheço muitas pessoas que pensam e agem assim, e isso é um dos fatores predominantes da timidez e da ausência de alto-estima.

Também convivi com pessoas que eram obesas e completamente extrovertidas e portadoras de um alto astral contagiante, porque, então, essas diferenças tão marcantes de comportamento entre essas pessoas:

timidez, ansiedade, depressão e o fator mais marcante a falta de iniciativa para mudar esse estado de coisas.

Em primeiro lugar, gostaria de sugerir às pessoas tímidas e obesas, depressivas e que vivem sem alto-estima, pessoas que não se deram conta da importância que elas têm dentro de seu meio social, do apreço pela qual são distinguidas de outras pessoas; reserve um tempo só para vocês!

Um tempo para poderem cuidar de si mesmas, momentos de autoconhecimento, não de isolamento somente.

Todos nós temos o direito de amar e sermos amados, independentemente de aparências, ou problemas de saúde e preconceito:

deficiências físicas, mentais, diferenças étnicas, obesidade ou magreza, timidez ou extroversão, pertencer a determinada classe social ou não, nada disso importa.

Em segundo lugar, vou lançar um desafio a vocês, tímidos e obesos: quem de vocês está realmente disposto a tentar mudar de qualidade de vida?

Tenho certeza que muitos! E as dicas que posso dar a vocês são muito simples:

coragem” para tentar mudar seu modo de encarar a vida e seus desafios;

boa-vontade” para tomar os rumos de suas vidas em suas mãos (isso exige alguns sacrifícios, mas comparados aos benefícios que vocês obterão com eles, irão perceber as diferenças);

humildade” para reconhecer seus limites e também para pedir ajuda (existem muitos grupos de apoio, é só procurar na internet e vocês acharão), não existe atitude pior que a soberba, ainda mais nessas situações!

Sei que não será fácil (e não é mesmo) abdicar de tantas coisas as quais vocês estão habituados e que lhes traz tanto prazer, mas é necessário.

Quando as dúvidas surgirem e a vontade de retomar os velhos hábitos – que os levaram a situações de desespero, baixo astral, agonia, depressão, ansiedade, decepção, vergonha de si mesmos, etc. – é só pedir ajuda.

Não desistam nunca de melhorar suas qualidades de vida, e isso leva tempo, requer paciência, mas valerá a pena. Podem ter certeza disso!

Abraços fraternos
Cuidem-se bem!

2 comentários em “Tenho vergonha do meu corpo

  • 17 de outubro de 2008 em 19:25
    Permalink

    só não sei como as pessoas não entendem que elas dependem só delas mesmas.

    Cláudia

    Resposta
  • 17 de outubro de 2008 em 19:24
    Permalink

    Vc esta certo temos preguiça de fazer as coisas

    Resposta

Deixe sua opinião aqui! Comentários com links não serão aprovados, sorry!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: