FICO POR FICAR

FICO POR FICAR

Porque eu namoro tanto tempo com alguém que eu não gosto? Não que ele seja feio, ao contrário, é um cara interessante. E, também, não é porque ele não me complemente sexualmente, é bom quando fazemos amor. Mas, falta alguma coisa, e eu não sei exatamente o quê? Tenho a impressão que já vi esse filme diversas vezes: começa tudo numa boa, depois vira uma rotina danada e eu acabo entediada.

Olá leitores!

Apesar de parecer estranho alguém ficar namorando com uma pessoa que já não lhe interessa mais, não é incomum, e tem uma explicação, ou talvez mais que uma: você não consegue ficar sozinha, tem que “ficar sempre” com alguém, por isso coloca pessoas sem de fato estar totalmente envolvida. Você “se acostumou com isso”, ao invés de “só ficar”, você acaba arrastando um relacionamento mais tempo que o devido.

Esse procedimento vicioso acaba por gerar ambigüidades e vazios em seus relacionamentos, não existe ao menos paixão neles, você apenas deixa estar, empurra com a barriga: o que deveria ser um encontro apenas – com seus encantos das novidades e curiosidades mútuas -, passa a ser um relacionamento frio e monótono. É bom namorar, isso ninguém nega, mas daí a estender um simples caso em longos meses (até anos) de um convívio, uma relação que começa a desestimulá-la na semana seguinte ao primeiro encontro, sejamos francos é repetir o mesmo erro, esperando resultado diferente, e isso não funciona.

Não chegamos nem a falar no outro, sim nele. Você não pensou que está tomando preciosos dias da vida dele, com sua indiferença (claro que ele não sabe disso) robótica? Ele está lá, à sua disposição, como um brinquedo, mas você não quer nem mais brincar com ele, e nem deixá-lo seguir seu caminho, não parece desumano para você? Não é legal iludir as pessoas, mesmo que não tenhamos certeza sobre nossos sentimentos. Não seria melhor conversar com ele e expor suas incertezas, ou mesmo dizer que acabou?

Essa frase, na verdade um trocadilho, exprime a situação toda: ao invés de ficar só, prefiro só “ficar”. Então, “só fique”, curta novos relacionamentos, mas não os leve para sua casa, ou vá para casa dele com mala e tudo, isso é pra quem está se curtindo de verdade. Agora, é bem provável que você encontre alguém especial tomando essas “precauções” acima, afinal você terá muito mais tempo para experimentar e, numa dessas, encontra uma pessoa que lhe complete, um companheiro, um excelente amante, uma pessoa para dividir as doçuras e as mazelas da vida! E melhor: todas essas qualidades em um só homem, mas não tem importância se for em mais de um, a escolha e a vida é todinha sua!

Abraços fraternos
texto: Aurélio Martuscelli Neto – pesquisador de relacionamentos humanos: timidez, sexualidade, medo, fobias, pânico e dependência química. Autorizada a reprodução, desde que citados o autor e a fonte: http://www.namoronaboa.blogspot.com/

Tudo sobre o namoro: manual para garotas, sexualidade, traição, infidelidade, amor, romance, paixão, dicas, testes, pesquisas, sexualidade, verdades e mentiras, sexo, inveja, vídeos

Um comentário em “FICO POR FICAR

  • 7 de novembro de 2008 em 21:58
    Permalink

    A que ponto podemos chegar com o hábito, poderia dizer já um vício. Já me vi nessa situação algumas vezes e não havia ainda percebido o mal que eu fiz às pessoas que eu fui “ficando”. Ótimo texto, esclarecedor!

    Resposta

Deixe sua opinião aqui! Comentários com links não serão aprovados, sorry!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: