O AMOR POR UM FIO


Paquera e amor na internet. Numa forma alegórica, podemos dizer que vivemos na “corda bamba”, uma distração e… lá vamos nós para o chão, ou sabe-se lá para onde. Assim, muitas pessoas se sentem em seus relacionamentos amorosos, ora por temerem pelo seu fim, ora por quererem pôr termo a ele, mas sem consegui-lo.
Mas vou acrescentar um elemento “extra” nesse assunto: o amor virtual, é esse o motivo da postagem.

Podemos amar através da internet?

Li e vi muitas notícias a esse respeito: o amor virtual. Porém, nada comparado à uma vivência pessoal, portanto real. Uma pessoa, a quem conheço intimamente, numa longa conversa, me explicou, detalhadamente, que havia se apaixonado por uma garota, através da internet. Nunca se conheceram, mas ele sentia-se fortemente atraido por ela, na verdade estava tão confuso, que tinha a sensação de já conhecê-la a muito tempo.

Depois, mais sereno, confessou-se indefeso perante aquela situação, pois era difícil para ambos viverem essa experiência, sem o toque mágico dos corpos, sem poderem, sequer, verem-se rapidamente – ele, mora em São Paulo e ela, no sul do Brasil – além de outros impedimentos (talvez esses, sim) mais complicados, demandando ainda mais tempo para sua solução.

Perguntei-lhe se ela partilhava da mesma paixão e entusiasmo que ele, no que, de pronto, respondeu-me que sim, que a garota era um amor de criatura, e que, mesmo sem vê-la pessoalmente, podia assegurar-se da reciprocidade no relacionamento virtual. Tudo combinava entre eles, formavam um lindo par, ideias semelhantes e loucuras também. Ele apenas não sabia como agir diante dessa nova e inusitada situação, apenas a alimentava, dia-a-dia e, cada vez mais, ambos estavam se envolvendo. Sentiam-se felizes, assim, por enquanto.

Fazem planos, trocam segredos e carícias virtuais, mas os sentimentos são inexplicavelmente reais!

Sabem o que eu disse a ele?
Amigo, a felicidade que vocês estão sentindo agora é virtual?
Como a resposta foi um retundo “não”, disse-lhe, calmamente:

Vocês não precisam de conselhos meus, e de ninguém.
Sigam seus corações, deixem fluírem seus mais íntimos sentimentos.
Vivam um dia de cada vez.
Se a felicidade lhes bateu à porta, convidem-na para se mudar para ai, junto a vocês dois.
A vida é feita de milhares de momentos. Prefiram sempre os que lhes tragam luz, à treva; perfume, ao inodoro; sabor, aos dissabores; cores, ao cinza; amor, ao desprezo e solidão; vida e movimento, à tristeza que paraliza.

Obrigado, amigo, pelo depoimento: sincero, aberto e apaixonante!

Nota do editor: Ops! Não tive a intenção de ser sensacionalista com o título deste post, apenas mantê-lo fiel ao seu conteúdo.

Tudo sobre o namoro: manual para garotas, sexualidade, traição, infidelidade, amor, romance, paixão, dicas, testes, pesquisas, sexualidade, verdades e mentiras, sexo, inveja, vídeos

4 comentários em “O AMOR POR UM FIO

  • 15 de maio de 2009 em 16:01
    Permalink

    ÓTIMO! EU ESTOU VIVENDO UM ROMÂNCE ASSIM. Á LONGA DISTÂNCIA, E ISSO FOI MUITO CONFORTANTE PRA MIM! EU PRECISAVA DE UM BOM CONSELHO. OBRIGADO! NEM TUDO ESTÁ PERDIDO.

    Resposta

Deixe sua opinião aqui! Comentários com links não serão aprovados, sorry!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: