Orgasmo Feminino: para entender melhor


O orgasmo feminino tem que ser melhor compreendido tanto pelas mulheres, para que essas não fiquem demasiadamente preocupadas em obtê-los, como aos homens, ansiosos por perceber sinais claros que conseguiram satisfazer plenamente suas companheiras. Há muitas formas extremamente sutis com as quais pode-se valorizar esse momento de prazer. Abaixo um artigo que destaco às leitoras e leitores do Namoro na Boa.

Existe, por vezes, a idéia errônea de que a satisfação das relações sexuais se liga invariavelmente à obrigatoriedade da ocorrência do orgasmo feminino. Este pressuposto esbarra de forma clara no desconhecimento da função sexual humana, principalmente a feminina.

As relações sexuais têm sempre uma componente fisiológica que, tal como as outras funções (cardíaca, hepática, pulmonar, etc) pode não funcionar na sua plenitude, não significando, contudo, que exista qualquer tipo de problemática associado. Para além desta vertente meramente fisiológica, as relações sexuais são, ainda, influenciadas decisivamente pela componente psicológica de cada indivíduo, está sim, desempenhando um papel preponderante na capacidade e disponibilidade de cada um em reagir sexualmente, contando-se inúmeras nuances ao nível da resposta sexual, no seio dos parâmetros considerados ajustados e comuns à maior parte dos sujeitos.

Temos então, dois fatores extremamente importantes que influenciam a resposta sexual humana. Na esmagadora maioria das situações, estes fatores estão de tal forma interligados que torna-se quase impossível isolá-los. Uma mulher que não obtenha o orgasmo no decurso de uma relação sexual, pode, no entanto, sentir-se bem do ponto de vista sexual. O problema pode surgir quando o seu parceiro pensa que algo está errado entre eles ou que a sua parceira tem algum problema do foro sexual.

Essa ansiedade pode influenciar, também, o seu desempenho sexual, para além do da companheira, podendo estar na gênese de um real problema sexual/relacional. Esta forma de abordagem do orgasmo feminino com a consequente imperiosidade da sua existência, é algo que não encaixa no conhecimento atual que possuímos no que diz respeito às respostas sexuais feminina e masculina, sendo mais notórias estas questões, ao nível do orgasmo feminino e da ereção masculina.

Assim, fatores como fadiga, tensão, ansiedade, entre outros, podem interferir, de forma diferente, nas respostas sexuais de ambos os sexos, dificultando ou impedindo a obtenção do orgasmo e da ereção, ou ainda, implicando a perda súbita desta última. Torna-se, também importante, salientar a crescente necessidade de informar, por forma a que as idéias errôneas ligadas à sexualidade se reduzam, contribuindo-se para que os padrões que são veículados possam ter alguma variabilidade e adequabilidade em função de cada um dos sujeitos, sem que cada um deles pense que só pode responder sexualmente da forma x ou y. O conhecimento das idiossincrasias do próprio e do(a) companheiro(a), contribuirá para que consiga-se lidar de forma mais salutar com essas diferenças que, eventualmente, até podem ser estimulantes.

João Taborda é Psicólogo Clínico, Mestre em Sexologia e Prof. Universitário (Psic. Desenvolvimento; Psic. Ambiente e Coordenador de Estágios) e reside em Lisboa, Portugal.
fonte: http://www.drashirleydecampos.com.br/

Clique no botão abaixo e adicione o Namoro na Boa aos seus favoritos:
Valeu galera bonita!!!

Tudo sobre o namoro: manual para garotas, sexualidade, traição, infidelidade, amor, romance, paixão, dicas, testes, pesquisas, sexualidade, verdades e mentiras, sexo, inveja, vídeos

10 thoughts on “Orgasmo Feminino: para entender melhor

  • 24 de maio de 2010 em 08:56
    Permalink

    A cumplicidade entre os casais é funda mental, porem as mulheres oferecem um pouco de resistencia quando são virgens e muito religiosa, que foram privadas de certos assuntos sexuais, tomando como tabu no ambiente familiar em que vive, porém com o papo cabeça, o parceiro pode deixa-la confiante, relaxada e segura para isso e oferecer muito carinho, ser paciente e deixar fluir naturalmente os anseios do corpo da sua parceira, chegando assim a um comum extase e evoluindo até se possível um Squirting feminino, abraços a todos.

    Resposta

Deixe sua opinião aqui! Comentários com links não serão aprovados, sorry!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: