Mulher pode ser morta por apedrejamento no Irã – Você pode salvá-la



Sakineh Ashtiani pode ser executada por adultério no Irã dentro de alguns dias. Somente a pressão diplomática de dois países poderá salvá-la: o Brasil e a Turquia.

Nós últimos dois dias mais de 32.000 brasileiros enviaram mensagens para o Presidente Lula pedindo um esforço maior pela libertação de Sakineh. Porém, precisamos continuar a pressão para convencer ele e o Premiê Turco, Erdogan, a usar todas as suas forças diplomáticas e persuadir o Irã a libertar Sakineh e acabar com o apedrejamento para sempre.

A Avaaz está publicando anúncios de emergência em jornais influentes do Brasil e da Turquia, pedindo pressão sobre o Irã pela clemência e justiça. Os anúncios irão entregar a nossa petição de meio milhão de brasileiros e pessoas do mundo todo. O objetivo é chegar aos círculos políticos e fazer um apelo direto ao Lula e o Premiê Erdogan. Se cada um fizer uma pequena doação nas próximas 72 horas, nós poderemos dar uma última esperança a Sakineh! – Clique aqui para colaborar:

https://secure.avaaz.org/po/save_sakinehs_life/?vl

A sentença de Sakineh é algo ridículo posando de justiça. Ela foi condenada à morte por apedrejamento por supostas relações com outro homem – mesmo após a morte do marido. Detalhe que o apedrejamento foi banido no Irã e ela não entender a língua falada no julgamento. O seu caso ganhou atenção quan


do seus dois filhos lançaram uma campanha mundial para salvar sua vida, gerado uma comoção global, com adesão de mais de 550.000 membros da Avaaz.

Com a pressão, o governo iraniano revogou o apedrejamento, mas a sentença de execução permanece. Há um clima de tensão no Irã desde que o caso de Sakineh ganhou a atenção mundial – o regime ameaçou prender os filhos de Sakineh por falarem demais e emitiu um mandado de prisão contra seu advogado. Ele tentou fugir do país e os membros da sua família têm sido vigiados.

Mas o Lula e o Erdogan têm grande respeito no Irã e podem influenciar o regime. E eles nos ouvem. O Lula disse que não se envolveria no caso, mas depois de ver uma campanha pela Sakineh na internet, ele mudou de opinião, oferecendo asilo político a ela.

Nas últimas duas semanas, mais de 552.000 de nós assinaram a petição para salvar a Sakineh e acabar com o apedrejamento no Irã. Nos resta apenas alguns dias para convencer Lula e Erdoğan a agir – e essa pode ser nossa última chance de salvar Sakineh. Vamos cada um fazer a nossa parte e ter certeza de que nosso apelo ao governo será ouvido:

https://secure.avaaz.org/po/save_sakinehs_life/?vl


Nós, da redação do Namoro na Boa, convidamos todos nossos leitores a participar ativamente desse manifesto, através da assinatura da petição (link acima). Não é mais tolerável e admissível que, em pleno século 21, com os avanços nos Direitos da Mulher sendo cada vez mais implementados e respeitados nos mais longínquos países, possamos assistir de braços cruzados à essa execução bárbara e vil.
Participe, ajude a salvar Sakineh!
Tudo sobre o namoro: manual para garotas, sexualidade, traição, infidelidade, amor, romance, paixão, dicas, testes, pesquisas, sexualidade, verdades e mentiras, sexo, inveja, vídeos

9 comentários em “Mulher pode ser morta por apedrejamento no Irã – Você pode salvá-la

  • 19 de agosto de 2010 em 03:09
    Permalink

    falaa serio pow irã tem q pega mais Leve com os iraniano pow o brasil é totalmente diferente de lá graças aah deus mai ela vai sair dessa pq eu confio em deus

    Resposta
  • 19 de agosto de 2010 em 03:07
    Permalink

    aah ver não gosto de ver essas coisas assim ainda mais falando de mulher pow fala serio vey esses paise da arabia são crueis vey querendo espredeja aah mulher vey aff pela amour de Deus meu presidente Lula da silva e o presidente da Turquia ajude ela sei q Deus é contigo Lula e p da Turquia

    Resposta
  • 11 de agosto de 2010 em 02:02
    Permalink

    Respeito a opnião de cada um, porém colocarei uma coisa para sua reflexão: “se cada um de nós, seres humanos, darmos as nossas costas às dores de outros seres iguaizinhos a nós, com seus sonhos, desejos, sentimentos, o que nos esperará senão um fututo (para mim não muito distante) onde individualismo extremado e a Lei de “cada um que se vire, que o problema é seu” imperará, e nada restará à raça humana, a não ser a lembrança remota da solidariedade.

    Resposta

Deixe sua opinião aqui! Comentários com links não serão aprovados, sorry!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: