Rotina na cama: você se sente assim? p/ mulhers e homens

Gostou? Dê sua nota

Fazer amor é divino, principalmente quando estamos mais apaixonados. Porém, cada pessoa tem uma forma de se relacionar na cama e, muitas vezes, pode estar deixando seus parceiros sexuais na mão, literalmente. O que você está dizendo? Me dou muito bem na cama, ele nunca reclamou – diz a leitora. Ou, ainda, essa: Ei! nada disso, sou um verdadeiro leão na cama! – replica ele.

Muitos relacionamentos começam e terminam na cama, isso é um fato. Na verdade, habitua-se com o próprio jeito de agir e, nesse sentido, nem se dá conta que o outro, seja namorado, parceiro, amante, ficante, pode estar insatisfeito, porém, nada fala, preferindo ficar com um pouco, ao invés de se abrir, e acabar ficando sem nada, ou sendo taxado de ambicioso demais, para não dizer insensível.
Então, continua-se com o mesmo jeito de agir, o ‘modus operandi’, fazendo do sexo uma coisa corriqueira e sem nada de especial, ainda achando que está tudo bem, quando na verdade a coisa tende a se diluir na rotina e, consequentemente, num provável desfecho não tão bom quanto se poderia imaginar.

O melhor espelho que pode-se ter são as próprias pessoas com quem se está. É necessário estar atento à toda e qualquer mudança de comportamento dessa pessoa, afinal se a queremos tão bem, temos que tratá-la bem, dar-lhe carinho e atenção. Muitas vezes, não são necessárias palavras, basta um olhar mais detalhado para que se possa notar o quanto, e se está agradando, ou nem tanto. Dê uma olhadinha nas dicas básicas abaixo. Descubra se você se encaixa nos modelos e como se dar bem no relacionamento.

Modelos de sexo rotineiro

Sexo sempre:

* começa sempre quando ele ou ela quer;

* quando ele, ou ela insinua, e você aceita, não sabe recusar;

* depois que ele, ou ela, suplica que você lhe faça uma massagenzinha;

* no mesmo horário (depois da novela, ou jogo de futebol, é Lei);

* nos finais de semana, após uma saidinha básica;

* no meio da semana, tipo quarta, ou quinta-feira;

* quando você está excitada com alguma coisa (necessariamente, não com o parceiro, claro(a));

após assistirem um filme mais picante, ele, ou ela ataca (não estou falando de pornô, ainda!);

* na hora do banho, quando ele, ou ela, te pede para esfreguar suas costas;

* na hora de se deitarem;

* de manhã, ao despertarem (os homens têm mais afinidade a isso);

* rápido, sem beijinhos, nem gemidinhos, sem paixão. Preliminares… nem pensar. É a famosa rapidinha!

Se sua vida sexual está nos moldes do descrito cima, cuidado! Isso é um péssimo sintoma, que levará a um dos dois (ele ou ela), a fazer suas trouxas e se mandar para algo novo, porque esse relacionamento já era.
Sugiro a você (se está nesse ritmo), procurar fazer totalmete o contrário dos casos acima, se está disposta(o) a manter esse relacionamento atual.

Sexo é para dois (pode-se masturbar sozinho, isso é livre, mas nem se compara a um sexo compartilhado a dois (ou mais, depende do gosto). Apimente sempre o seu relacionamento – aproveite e jogue um pouquinho de pimenta em você mesma(o). Tome a iniciativa, se você sempre deixa o outro fazer isso primeiro. Renove-se, se na hora do sexo você gosta de ficar por baixo, varie, fique por cima. Vale de ladinho, de quatro, em pé, de madrugada, ao ar livre. Você já tentou dar uma aquecidinha no cinema? Não? Então tente. Experimente mudar os horários, aliás, que tal acabar com hora certa para fazer amor?

Bye, bye

Tudo sobre o namoro: manual para garotas, sexualidade, traição, infidelidade, amor, romance, paixão, dicas, testes, pesquisas, sexualidade, verdades e mentiras, sexo, inveja, vídeos

3 comentários em “Rotina na cama: você se sente assim? p/ mulhers e homens

Deixe sua opinião aqui! Comentários com links não serão aprovados, sorry!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: